Os polvos, moluscos marinhos com 8 “braços”, têm características únicas, semelhantes às que o Benfica utiliza para controlar o futebol português.

Camuflagem

Os polvos podem mudar de cor para se camuflarem. Um pouco como acontece no Benfica que tem pessoas camufladas um pouco por todas as instituições desportivas e orgãos de comunicação social. Aqui parte da lista, que irá crescer com o tempo:

Ricardo Costa
Agora: Vice-Presidente do Tribunal Arbitral do Desporto.
Antes: Presidente da Conselho de Disciplina da Liga

Nuno Cabral
Delegado da Liga

Adão Mendes
Conselho de Arbitragem da Associação de Futebol de Braga

Ferreira Nunes
Vice-Presidente do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol e responsável pela classificação dos árbitros.

Carlos Deus Pereira
Presidente da Assembleia Geral da Liga Portuguesa de Futebol Profissional

Horácio Piriquito
Vogal do Conselho Fiscal da Federação Portuguesa de Futebol

– Miguel Lucas Pires
Juiz do Tribunal Arbitral do Desporto

Autotomia

A autotomia é a capacidade do polvo se auto-mutilar, libertando os braços, como mecanismo de defesa. Algo que está acontecer no Polvo Encarnado, defendendo-se libertando o Pedro Guerra, afirmando que agiu por conta própria e que não está relacionado com o Benfica, sendo um simples comentador. Algo que já foi comprovado por diversas vezes que não passam de mentiras. O Pedro Guerra recebe salários por parte do Benfica.

Glândula de tinta

O polvo tem a capacidade de libertar tinta como mecanismo de defesa. Isso é utilizado constantemente pelo Benfica, graças a máquina de propaganda, com notícias plantadas pelos jornais efetos ao clube, tal como os orgãos de comunicação social Abola, Correio da Manhã, Record, TVI, SIC, maisfutebol, etc.. Como noticias completamente falsas tal como a lista dos clubes mais corruptos da europa, que foi noticiado na Benfica TV. Por bloggers benfiquistas como o Hugo Gil. Como contas anónimas do twitter que representam o Benfica (SLBpress).

Predadores

Os polvos são predadores e caçam com os braços. O Polvo Encarnado consegue assim controlar tudo e meter medo aos padres que serão intimidados com descida de divisão se não favorecerem o Benfica.